Com direito a gol olímpico, Atlético vence o Paraná e avança na Copa do Brasil

0

Com direito a gol olímpico do meia Otero, o Atlético avançou às quartas de final da Copa do Brasil ao vencer o Paraná por 2 a 0, na noite dessa quarta-feira (31/05), na Arena Independência, em Belo Horizonte. O artilheiro Fred fechou o placar após grande jogada de Cazares.

O adversário das quartas de final será definido por sorteio, no dia 5 de junho. O Galo volta a campo neste domingo para enfrentar o Palmeiras, em São Paulo, pelo Brasileirão.

Alvinegros comemoram gol olímpico de Otero (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

O JOGO

O Galo foi para cima desde o começo e levou perigo logo no primeiro ataque, em lance que Otero cruzou pela direita e a bola atravessou a grande área.

Aos cinco minutos, Cazares fez boa jogada na entrada da área e foi travado pelo zagueiro na hora da finalização. O Atlético seguiu pressionando e a defesa paranaense cortou cruzamento de Fábio Santos pela esquerda.

Fábio Santos fez novo cruzamento pela esquerda e a zaga conseguiu interceptar. Em outra oportunidade alvinegra, Cazares arriscou de fora da área, à direita do gol.

Nos 15 primeiros minutos, o Galo teve 71% de posse de bola.

Maicosuel sofreu falta perto da área, aos 17 minutos, e a cobrança de Otero explodiu na barreira. Na sequência da jogada, Yao levantou a bola na área e Cazares cabeceou para a defesa de Léo.

Aos 23 minutos, Marcos Rocha se contundiu e foi substituído por Danilo. Aos 26, Yago fez boa jogada pela direita e ganhou falta com toque de mão do defensor paranaense, Cazares fez a cobrança para a área e a defesa afastou o perigo.

Otero foi derrubado pelo marcador aos 37 minutos, em lance pela direta do ataque atleticano. Cazares fez o levantamento e a defesa cortou pelo alto. O Atlético insistiu em cobrança de escanteio e Cazares foi travado na hora da finalização.

Aos 39, o Paraná ameaçou no chute cruzado de Robson, para fora. O Galo teve novo escanteio a seu favor pela esquerda, Otero fez a cobrança e marcou um gol olímpico para explodir a Massa Atleticana no Horto: Galo 1 x 0.

Aos 43 minutos, Robson cobrou falta no travessão.

SEGUNDO TEMPO

O técnico Roger Machado manteve a equipe para a etapa final e teve boa chance aos oito minutos, quando Fred girou sobre o marcador para tentar finalizar e foi derrubado na área, mas o árbitro não assinalou o pênalti.

Otero cobrou falta da intermediária, aos 13 minutos, e a bola explodiu na barreira. No minuto seguinte, Cazares invadiu a área pela esquerda e cruzou para Fred, mas o cabeceio do artilheiro foi para fora.

Aos 21, Cazares recebeu passe de Yago, disparou pela direta e deu ótimo passe para Fred dar um toque de categoria e encobrir o goleiro: Galo 2 x 0.

Otero foi à linha de fundo pela esquerda, aos 25 minutos, e cruzou em direção a Fred, mas o zagueiro se antecipou para cortar. Aos 28, Felipe Santana se atirou para travar finalização do atacante paranaense na grande área.

Otero foi substituído pelo volante Ralph, aos 31 minutos. Três minutos depois, Cazares tentou chute colocado da entrada da área, para fora.

Aos 35, Robinho entrou no lugar de Cazares. Victor fez grande defesa na conclusão de Pedro, aos 44 minutos, decretando a vitória por 2 a 0 e a classificação para a sequência da Copa do Brasil.

MELHORES MOMENTOS



OTERO COMEMORA

O meia Otero comemorou bastante o belo gol olímpico que abriu caminho para a vitória do Atlético. “Estou muito contente pelo gol e, principalmente, pela classificação. A entrega de todos os jogadores em campo valeu para essa classificação. Está todo mundo de parabéns”, disse o venezuelano.

“Treinei bastante essa cobrança fechada, não para fazer gol, mas porque temos grandes cabeceadores, como Fred e o Felipe Santana. Cobrei fechado, foi na direção do gol e, graças a Deus, consegui fazer o gol”, comentou Otero.

FRED DEIXA SUA MARCA

O artilheiro Fred deixou sua marca na vitória por 2 a 0 sobre o Paraná. No lance do gol, o segundo do Atlético na partida, o goleador atleticano recebeu grande passe de Cazares e tocou com categoria, por cima do goleiro, que acabou atingido pelo joelho do atacante e foi substituído.

“Eu estava cobrando a galera para me achar uma bola ali porque estava difícil, o Cazares me achou duas vezes e uma eu fiz, graças a Deus”, disse Fred, que interrompeu a comemoração do gol para pedir atendimento ao goleiro paranaense.

“É mata-mata e, se a gente não fizesse os gols e tomasse, complicaria tudo. Mas, graças a Deus, tudo deu certo, encontramos o equilíbrio de novo. Infelizmente, perdemos o Rocha, machucado, mas estamos dando a vida para continuar sonhando com esses títulos”, completou o artilheiro.

ROGER AGRADECE APOIO

O técnico Roger Machado fez questão de agradecer o apoio da torcida após o jogo. “Fiquei satisfeito com aqueles que entraram e com a resposta que a gente deu depois dos insucessos, em uma noite de temperatura mais baixa em que, novamente, o nosso torcedor veio. A gente sabe que é difícil, por vezes é pesado no bolso, seis, oito jogos por mês, e o torcedor vir, quase 20 mil pessoas nesse horário e, depois, tem que voltar para casa porque, amanhã, tem que trabalhar novamente. A gente queria muito dar esse retorno ao torcedor e agradecer porque, no jogo do final de semana, esteve do nosso lado e, hoje, não faltou ao compromisso quando foi chamado. Conseguimos mostrar um pouco do que o torcedor sempre gosta. Nosso torcedor gosta que o time jogue para frente, que jogue rápido, mas, acima de tudo, que se entregue em campo e isso que a gente tem que fazer todo jogo. Se for derrotado, que seja pela qualidade do adversário e não porque deixamos de fazer algo”, disse o treinador.

Roger Machado ressaltou que foi importante voltar a vencer depois das últimas apresentações em que o time deixou de fazer muita coisa que vinha fazendo e, por consequência, foi penalizado com maus resultados.

“Voltar a vencer, ainda mais no segundo jogo, eliminatório, da Copa do Brasil, volta a ter confiança. Nesse primeiro momento, era restabelecer essa confiança, mesmo com as ausências, mas entendendo que nosso grupo tem qualidade suficiente para cumprir essa maratona”, disse o comandante alvinegro.

O técnico atleticano observou que foi um jogo disputado, contra um adversário que jogou fechado e dificultou as ações do Galo no primeiro tempo.

“Abrimos o placar em um belo gol do Otero e, para mim, o importante foi que a gente soube sofrer o jogo, se resignar e ter a humildade de marcar forte o adversário para contra atacar e fazer o segundo gol. Isso foi importante. Os detalhes da classificação, para mim, são bastante relevantes e acredito que a gente tenha encontrado novamente o caminho importante da regularidade”, analisou.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO 2 x 0 PARANÁ
Motivo: Copa do Brasil – Oitavas de final – Volta
Data: 31/05/2017
Hora: 21h45
Estádio: Arena Independência
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Gols: Otero (40’ – 1ºT), Fred (21’ – 2ºT)
Público: 16.614
Renda: R$418.438,00
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (CBF-GO)
Auxiliares: Bruno Raphael Pires (Fifa/GO) e Edson Antônio de Souza (CBF-GO)
Cartões amarelos: Ralph (Atlético); Alex Santana, Robson, Gabriel Dias, Jhony (Paraná)

Atlético
Victor; Marcos Rocha (Danilo), Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Yago, Elias, Otero (Ralph) e Cazares (Robinho); Maicosuel e Fred. Técnico: Roger Machado.

Paraná

Léo (Douglas Baldini); Leandro Vilela, Rayan, Eduardo Brock e Igor (Matheus Carvalho); Jhony, Alex Santana, Gabriel Dias e Guilherme Biteco; Felipe Alves (Pedro) e Robson. Técnico: Cristian Souza.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: Atlético-MG)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.