Família arrecada dinheiro para trazer corpo de mineiro morto nos Estados Unidos

0

A família de Sidney da Silva, de 39 anos, já tem a quantia necessária para realizar o traslado do corpo do mineiro, encontrado morto ao tentar a travessia ilegal para os Estados Unidos. Uma campanha pela internet (https://padref.com/sidney-da-silva) arrecadou US$ 12 mil (cerca de R$ 39 mil) para que o procedimento seja realizado.

O corpo de Sidney, conhecido como Scoob, foi localizado na manhã de terça-feira logo depois da fronteira com o México, no estado do Texas, que acabara de cruzar. Ainda não se sabe a causa da morte. Ele foi identificado por causa do passaporte. Sidney havia morado em Boston e tentava voltar ao país.

A vaquinha online foi organizada pela Paz Divina Repatriação Funerária (Padref), entidade com sede em Goiás. “Ele era de Ferruginha, distrito do município de Conselheiro Pena (MG), e deixa sua esposa, duas filhas, uma de 16 anos que está no Brasil, e a de 2 anos, que mora nos Estados Unidos com a mãe. Ele estava no México tentando voltar para os Estados Unidos, pela terceira vez, para encontrar a filha caçula e a esposa. Mas infelizmente, no meio do caminho, não conseguiu cumprir o que desejava”, diz a Padref na publicação sobre a campanha.

Scoob foi o segundo mineiro a morrer na travessia aos Estados Unidos em maio. No início do mês, Fabrício da Silva Santos, de 31, foi encontrado morto no Rio Bravo, ainda no México. Ele morava em Guanhães, também no Vale do Rio Doce. A suposta causa da morte é afogamento.

Família arrecadou US$ 12 mil para providenciar o traslado (Foto: Reprodução/Padref)

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: Estado de Minas)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.