Após morte em Brasília, Prefeitura de Januária monta força-tarefa para combater febre amarela

0

A Secretária de Estado de Saúde (SES) reforçou, nesta sexta-feira (20/1/2017), as ações contra a febre amarela em Januária, no Norte de Minas. Uma força-tarefa foi montada depois que na última quarta-feira (18), um morador do distrito de São Joaquim morreu em Brasília com a doença. Ele tinha vindo para Minas Gerais para visitar parentes.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura de Januária, está sendo montada uma estrutura para vacinação tanto na cidade quanto em São Joaquim. Ainda segundo a assessoria, SES prometeu enviar 50 mil doses da vacinas para o município e com isso não deve faltar vacina para os moradores.

Além da vacinação a força-tarefa também irá agir em outras frentes. Nesta sexta começou a ser investigada a morte de macacos em Tamboril, distrito próximo a São Joaquim. órgãos públicos como o Instituto Estadual de Florestas (IEF), Instituto do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Instituto Chico Mendes vão ajudar nas ações.

Além disso, está sendo feita uma investigação da vida do homem que morreu em Brasília com a doença, mas tinha visitado São Joaquim.

Laboratório confirma causa da morte

A causa do óbito foi confirmada por exames laboratoriais e anunciada pela Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal na quinta-feira (19). Segundo a pasta, a vítima foi infectada em Januária antes de embarcar para Brasília, na segunda-feira (16). Ele chegou ao DF já apresentando sintomas de convulsões e insuficiência renal. O homem foi atendido na Unidade de Pronto-Socorro (UPA) de São Sebastião e encaminhado para a UTI do hospital São Mateus.

A vítima ficou internada durante dois dias até falecer nessa quarta-feira. O diagnóstico de febre amarela foi confirmada na manhã desta quinta-feira pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal (Lacen).

Em anúncio, o secretário de saúde do Distrito Federal, Humberto Fonseca, disse que “a população pode ficar absolutamente tranquila” quanto às medidas adotadas pela pasta no combate à doença. Fonseca também recomendou que as pessoas se vacinem antes de viajarem para as áreas de surto de febre amarela em Minas Gerais.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) disse que o óbito foi notificado à pasta nesta quinta-feira (19) e que o mesmo não integra os 209 casos suspeitos em Minas Gerais sob análise da pasta.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: O Tempo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.