Considerado o mais rico do Brasil, prefeito de cidade mineira renuncia ao salário por causa de crise financeira

3

O prefeito Recém-empossado em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Vittorio Medioli (PHS), decretou nesta segunda-feira (2/1/2017) estado de emergência financeira e administrativa pública municipal. Ele ainda renunciou ao salário de prefeito, cujo valor é R$ 21 mil, entre janeiro e dezembro deste ano.

Medioli é o prefeito mais rico do país entre as cidades com mais de 200 mil habitantes. Ele declarou bens no valor total de R$ 352.572.936,23 ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo a prefeitura, Betim tem uma dívida pública de mais de R$ 900 milhões, quase o valor total da receita líquida do município. Além disso, o crescimento dos gastos nos últimos anos não acompanhou a arrecadação. Em março de 2016, a prefeitura já havia decretado estado de calamidade financeira.

O decreto determina a suspensão de pagamento dos restos a pagar processados e não processados inscritos na Lei Orçamentária de 2017, a criação de cargos (exceto nas áreas da saúde e educação), realização de horas-extras, conversão de férias-prêmio em dinheiro, novas contratações e investimentos, além de pagamento de precatórios.

Um gabinete foi criado para implementar medidas de recuperação . Ele vai substituir a Junta de Execução Orçamentária e Financeira durante prazo da calamidade.

O estado de emergência irá vigorar por 180 dias a partir da publicação. O prazo poderá ser prorrogado.

Vittorio Medioli abriu mão do salário em 2017 (Foto: Divulgação)

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: G1 Minas)

3 COMENTÁRIOS

  1. Sr prefeito diante das circunstancias vc poderia me doar pelo menos 1salario minimo por mes deste q o senhor renunciou ate eu consegui um novo emprego. Obg.

Deixe uma resposta para Geisiana Renata Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.