Bandidos cercam quartel, trocam tiros com policiais e explodem caixas eletrônicos no Norte de Minas

0

Moradores de Espinosa, cidade de aproximadamente 32 mil habitantes, localizada na Região Norte de Minas Gerais, viveram momentos de terror na madrugada desta quarta-feira (7/12/2016). Criminosos fortemente armados explodiram caixas eletrônicos de uma agência do município. A quadrilha cercou o quartel da Polícia Militar (PM) e fez vários disparos. Houve troca de tiros, mas ninguém se feriu. Os homens fugiram e ainda não foram encontrados. Esse foi o segundo ataque em menos de 60 dias no município.

A ação da organização criminosa começou por volta das 3h20. De acordo com a PM, aproximadamente oito homens armados chegaram na cidade em dois carros e duas motos. “Dois deles entraram na agência com picaretas e fizeram buracos nas máquinas, para depois colocar os explosivos. Dois ficaram nos carros e outros dois cercaram o quartel e começaram a dar tiros para o alto”, explicou o cabo Dênis Borborema Cruz.

O momento de terror dos moradores começou quando os criminosos cercaram o quartel. Os policiais militares revidaram os disparos dos bandidos. Um tiro acertou no posto de saúde, mas ninguém foi atingido. Em seguida, ao menos três explosões sequenciais foram ouvidas. “A primeira dinamite falhou e eles colocaram novamente. Foi uma ação muito rápida”, descreveu o cabo.

Agência do Banco do Brasil ficou completamente parcialmente destruída (foto: PM/Divulgação)

A quadrilha fugiu levando uma quantia em dinheiro, mas o valor não foi divulgado pelo banco. A agência foi totalmente parcialmente destruída com a força da explosão. Diversas notas ficaram espalhadas pelo chão, sendo que algumas queimadas. Cápsulas de calibre 380 e 12 foram recolhidas no entorno da agência bancária e do quartel da PM.

As ações estão sendo comuns em cidades pequenas do Norte de Minas, segundo a PM. Em menos de 60 dias, foi a segunda explosão em Espinosa. “Também tivemos ações em cidades vizinhas. Até já esperávamos este tipo de ataque aqui. Estamos precisando de mais serviços de inteligência para tentar coibir este tipo de ação”, cobrou o cabo Dênis Borborema.

A PM encaminhou para a Polícia Civil imagens de câmeras de segurança de comércios e residências que flagraram toda a ação dos criminosos. A intenção é identificar cada homem que participou da explosão dos caixas eletrônicas.

Agência do Banco do Brasil ficou completamente parcialmente destruída (foto: PM/Divulgação)

Agência do Banco do Brasil ficou completamente parcialmente destruída (foto: PM/Divulgação)

Agência do Banco do Brasil ficou completamente parcialmente destruída (foto: PM/Divulgação)

(Fonte: Estado de Minas)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.