Home / Norte de Minas / Suspeito de envolvimento na morte de comerciante na zona rural de Jaíba é detido em São João da Ponte

Suspeito de envolvimento na morte de comerciante na zona rural de Jaíba é detido em São João da Ponte

Um adolescente de 16 anos foi detido na tarde desta terça-feira (29/11/2016) em São João da Ponte, no Norte de Minas, suspeito de envolvimento no assassinato de João Batista Alves da Silva na zona rural de Jaíba, na tarde desta segunda-feira (28). Quatro rapazes participaram do crime, de acordo com a Polícia Militar (PM).

A polícia informou também que após o crime, os envolvidos foram a uma fazenda na comunidade do DER, às margens da rodovia MG-401, assaltaram uma propriedade e fugiram em uma caminhonete.

Durante a fuga, eles foram vistos passando pela cidade de Varzelândia. Policiais de São João da Ponte foram acionados e prepararam um cerco e bloqueio na região. O carro com os quatro suspeitos do crime foi abordado no povoado de Brejinho, distante cerca de 10 quilômetros da cidade.

Três jovens conseguiram fugir por uma mata, mas o adolescente foi abordado e detido. No veículo os policiais encontraram quatro armas de fogo e, durante buscas na mata próxima ao local da abordagem, foi encontrada uma bolsa com outras três armas. Ao todo foram apreendidas cinco espingardas, dois revólveres, munições e diversos objetos roubados pelo grupo.

Aos militares o menor confessou estar envolvido no homicídio de Jaíba. Ele alegou que o motivo seria vingança, pois a vítima seria o mandante do assassinato de um de seus irmãos. Ele afirmou também que foi à propriedade da vítima somente com o intuito de matá-la. Os militares continuam as buscas na região para tentar localizar os outros três envolvidos.

Um suspeito foi detido pela PM (Foto: Divulgação/PM)

Entenda o caso

João Batista Alves da Silva, de 50 anos, foi morto enquanto tentava evitar que a filha fosse atingida por tiros. Segundo a Polícia Militar, ele viu o momento em que quatro criminosos armados disparavam em direção a ela e tentou defendê-la com um facão, mas acabou sendo atingido por diversos disparos.

Depois de matarem o João Batista, os criminosos invadiram a casa dele e reviraram o imóvel. Eles ainda atearam fogo em quatro veículos e roubaram R$ 450.

Grupo colocou fogo em quatro veículos (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Armas apreendidas pela PM (Foto: Divulgação/PM)

Armas apreendidas pela PM (Foto: Divulgação/PM)

Veículo recuperado pela PM (Foto: Divulgação/PM)

(Fonte: G1 Grande Minas)

1 Comentário

  1. As autoridades da cidade sabem quem são os criminosos.
    Mas aqui na Jaíba os PMs não são amantes do trabalho. O trabalho deles é cuidar de mulheres casadas.
    Sabem me dizer se a corregedoria também fazem o mesmo trabalho?
    Talvez sim… Nunca os vir atuando ou exigindo respostas de crimes ocorridos na Jaíba.
    Bom!!! Enquanto isso acabei de passar em uma rua no Centro Comunitário e ver a viatura próxima a casa do “Cornelho”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>